Arquivo do blog

sábado, 1 de dezembro de 2018

Projeto polêmico de Zé Eliton gera reação da base de Caiado na Assembleia

A proposta econômica apresentada por Ronaldo Caiado está causando polêmica e reações por parte do empresariado goiano. Em reunião na manhã do dia 21/11, o democrata detalhou o projeto que estabelece redução de incentivos a 13 segmentos com impacto calculado em cerca de R$ 1 bilhão ao ano. Os setores automotivo, sucroalcooleiro, lácteo e de processamento de aves vão ser os mais atingidos na proposta de corte de benefícios fiscais apresentada ontem pelo governador eleito, e a medida parece ter pego de supresa o setor industrial de Goiás.
O clima deve esquentar na próxima semana na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), quando os deputados devem votar uma emenda proposta pelo deputado Lívio Luciano (Podemos), líder da base caiadista, que, na prática, invalida os efeitos do projeto do governador Zé Eliton (PSDB). Atendendo a interesse do governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM), Lívio Luciano apresentou um projeto substitutivo à matéria original, oriunda do Governo, que objetivava a reinstituição dos incentivos, dos benefícios fiscais ou financeiros-fiscais e das isenções relativos ao ICMS.
Projeto polêmico de Zé Eliton gera reação da base de Caiado na Assembleia

Indicação de Charlle Antônio à Agência Goiana de Regulação gera polêmica

Os deputados de oposição ao tucano na Assembleia acreditam que não haverá aprovação do nome. O indicado à AGR esteve na Assembleia está semana para dialogar com deputados, e pedir apoio à sua indicação. “Estou otimista com a aprovação do projeto”, diz.
Charlle foi secretário parlamentar na câmara dos deputados do Senador e governador eleito Ronaldo Caiado (DEM). Porém, após seis anos ele rompeu com o Caiado.
Indicação de Charlle Antônio à AGR gera polêmica

Seguidores