Assuntos de Goiás TV

quinta-feira, 6 de março de 2014

Morre em São Paulo o deputado federal Sérgio Guerra do PSDB de Pernambuco

Descanse em paz  Sérgio Guerra           
O deputado federal Sérgio Guerra (PSDB-PE), ex-presidente nacional do partido, morreu na manhã desta quinta-feira no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ele lutava contra um câncer e faleceu em decorrência de complicações no tratamento. Pelo Twitter, o PSDB lamentou a morte do deputado. O corpo será enterrado em Recife.
Aos 65 anos, Sérgio Guerra era presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV), órgão de estudos e formação política ligado ao PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), com sede em Brasília. Ele estava internado desde o início de fevereiro por conta de uma pneumonia.
Em 2012, o deputado foi internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Santa Joana em Recife (PE) com infecção intestinal e quadro de desidratação. Na época, ele teve um quadro de gastroenterite aguda seguida de desidratação e insuficiência renal. Após a internação, os procedimentos necessários 

correram bem e o quadro gastrointestinal cedeu.

Políticos lamentam morte de Sérgio Guerra O governador de Pernambuco Eduardo Campos 

(PSB) destacou o trabalho do deputado no Estado e declarou estar "profundamente 

entristecido" com sua morte. "Em meu nome pessoal, da minha família e do povo 

pernambucano, expresso minhas condolências aos familiares e amigos deste pernambucano que lutou todos esses anos para a construção de um Pernambuco melhor e de um Brasil mais justo", afirmou Campos.

Em nota, o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), disse que o Brasil perdeu um “grande representante e defensor”. “Sérgio Guerra deu contribuições inestimáveis ao fortalecimento do PSDB, como seu presidente, como coordenador de duas campanhas presidenciais e, mais recentemente, como presidente do ITV (Instituto Teotônio Vilela). Sempre foi um fiel defensor dos princípios democráticos e sempre lutou por um Brasil melhor. Continuará presente entre 

nós por meio do seu legado, de enorme valor”, disse.

A sessão de debates que estava marcada para as 14h desta quinta-feira na Câmara será encerrada após homenagens ao parlamentar.

Seguidores